Escolas de samba do Rio ficam sem 50% da verba para 2018.

O prefeito Marcelo Crivella disse, nesta segunda-feira,12/06, que planeja cortar pela metade a subvenção concedida às escolas de samba do Grupo Especial a partir do carnaval de 2018 e que tais recursos seriam remanejados para dobrar as diárias pagas por criança nas creches privadas conveniadas com a prefeitura.

–  Eu propus à Liesa um corte de 50%. A beleza do carnaval carioca está mais no samba no pé mostrado pelos componentes. Juntas, as pessoas formam uma grande geografia humana. Carnaval é muito mais que carros alegóricos. Estamos com restrições orçamentárias. Quero usar esses recursos para, a partir de agosto, pagar uma diária de R$ 20 para atender 3 mil crianças. Hoje, essas creches recebem R$ 10. É pouco. Até mesmo para comprar um iogurte. É uma questão de refletir. Se vamos usar esses recursos para uma festa de três dias (Carnaval) ou ao longo de 365 dias – alegou o prefeito.

DESFILE DAS ESCOLAS DE SAMBA DO GRUPO ESPECIAL DO RIO DE JANEIRO

Foto: internet

Jorge Luiz Castanheira (atual presidente da Liesa) rebateu Crivella

– O espetáculo chegou a um alto nível de qualidade e isso seria um retrocesso. Aumentar verbas para creche de fato é importante, mas é tratar da questão do Carnaval do Rio de uma maneira muito simplista. O carnaval movimenta R$ 3 bilhões para a cidade, conforme a própria Riotur já divulgou. É toda uma economia que gira em torno do evento. Movimenta hotéis, restaurantes… entre outras atividades econômicas que geram impostos para a própria prefeitura – argumentou Castanheira

O assunto é polêmico e já tem escola ameaçando não desfilar e é bom frisar que tais cortes, mesmo em proporções menores, também vão atingir os grupos de acesso.

Em tempos de “crise” todo mundo paga pelo “pato”.

Itaquerendo tem Rei e Rainha da Folia da Terceira Idade!

O Carnaval de Rua de São Paulo tem crescido, atraindo públicos diversos, e com características próprias.

De acordo com a Secretaria Especial de Comunicação (Secretaria Municipal de Cultura), a folia começou, oficialmente, no dia 17 de fevereiro e vai até 5 de março em várias regiões da cidade. Serão 391 blocos em 2017 (28% a mais que em 2016).

Dentre esses blocos está o Itaquerendo Folia, da zona leste – Itaquera, que desfila pelo segundo ano na terça-feira de carnaval (28/02) prestando homenagem aos 35 anos de carreira do Trio Los Angeles e que, segundo seu Coordenador, o jornalista e carnavalesco J. Ivo Brasil, a partir desse ano a folia passa a ser também dos membros da terceira idade.

‘Em São Paulo, de acordo com informações do Fundo Estadual do Idoso, a população idosa, em 2014, já representava 12,9% de todos os habitantes do Estado (SP). E esse novo perfil populacional pede ações integradas para garantir o envelhecimento ativo do idoso e fortalecer sua importância na sociedade (ainda de acordo com o Fundo), justifica o coordenador.

Portanto, pensando em fortalecer a importância desse público para a sociedade, é que foi tomada a decisão de escolher um Rei e uma Rainha da Folia da Terceira Idade para o Bloco Itaquerendo Folia.

vera_mauro

Mauro Francisco, 65 anos, e Vera Lucia, 64 anos, casados, moradores da região de Itaquera, estão no mundo da folia (carnaval) há mais de 40 anos e são, hoje, vermelho e branco de coração (Escola de Samba Leandro de Itaquera).

O casal terá seu reinado sacramentado no dia do cortejo do bloco (28/02), onde receberão suas faixas e vão cair na folia, como no ano anterior.

flyer itaquerendo.jpg

PROGRAMA UESP EM DEBATE

Eis que surge um novo espaço para falarmos daquilo que gostamos, nossa paixão: CARNAVAL…..participe, opine, surgira pauta….o espaço também é seu!

Apresentação: Caique Salinas. Comentaristas: Ricardo Fervorini, Rafael Falanga, Mestre Gabi, Mestre Koruja e J. Ivo Brasil

 

Bruna Fonseca: nova Rainha de Bateria da Unidos de Vila Maria 2016

Uma semana, após a festa de lançamento do samba de enredo, a quadra da Escola de Samba Unidos de Vila Maria voltou a ser palco de uma nova festa, na madrugada deste sábado, 29/8/2015.

Desta vez a escola apresentou à comunidade, Bruna Fonseca, que desfilou na agremiação no último carnaval como Princesa da Bateria e agora, no auge dos seus 20 anos, formada em ballet clássico, jazz e sapateado, acaba de ser anunciada a nova Rainha da Bateria.

Radiante, esbanjando simpatia e alegria, a jovem recebeu a faixa e a coroa das mãos do carnavalesco Alexandre Louzada durante festa, onde também aconteceu a apresentação dos protótipos das fantasias 2016

Desfilo no carnaval desde os seis anos de idade, quando acompanhava o meu pai nas idas as quadras das escolas de samba. Tomei gosto pelo samba e não parei mais. Ser Rainha de bateria é uma emoção indescritível! A energia que a bateria me envia supera todos os obstáculos! Honrarei esse cargo com amor por todos eles que torcem por mim! Eu sou a rainha da bateria, e esse titulo é para todos eles", afirma Bruna. Foto: Renato Cipriano

‘Desfilo no carnaval desde os seis anos de idade, quando acompanhava o meu pai nas idas as quadras das escolas de samba. Tomei gosto pelo samba e não parei mais. Ser Rainha de bateria é uma emoção indescritível! A energia que a bateria me envia supera todos os obstáculos! Honrarei esse cargo com amor por todos eles que torcem por mim! Eu sou a rainha da bateria, e esse titulo é para todos eles’. Afirma Bruna. Foto: Renato Cipriano

Com a coroação de Bruna a nova corte da bateria ‘Cadência da Vila’será composta pela Rainha Mirim – Ágata, a Rainha da Comunidade – Karen França, a Musa da Bateria – Tatiane Lira e a Madrinha – Dani Bolina

No carnaval de 2016 a Vila Maria, será a segunda escola a desfilar na sexta-feira, dia 05 de fevereiro, grupo especial de São Paulo, Anhembi, defendendo o enredo: ‘A Vila famosa é mais bela, Ilhabela da fantasia’.

Contéudo da matéria  gentilmente cedido por Renato Cipriano também autor das fotos junto com Rodrigo Ferper.

Contéudo da matéria gentilmente cedido por Renato Cipriano.

 

Galo da Madrugada homenagea Chico Science.

“Ei pessoal, vem moçada! Carnaval começa no Galo da Madrugada.”

Quando se trata do maior bloco da terra, não dá nem pra desmentir a citação (quem já foi lá, em Recife-PE, prestigiar, sabe do que falamos) e para 2016 a festa promete ser maior ainda, dada a importância do homenageado (sem desmerecer nada nem ninguém).

O músico olindense Chico Science será o homenageado do desfile do Galo da Madrugada de 2016. O anúncio da escolha foi feito ontem pelo presidente da agremiação, Rômulo Meneses. Com o tema Galo, frevo e manguebeat - homenagem a Chico Science, o Clube de Máscaras vai realizar seu 39º desfile no dia 16 de fevereiro do próximo ano. A homenagem ao cantor morto num acidente de carro em fevereiro de 1997, acontecerá no ano em que será comemorado seu cinquentenário. Se estive vivo, o artista faria 50 anos no dia 13 de março de 2016. Foto: Divulgação/Site Galo da Madrugada

O músico olindense Chico Science será o homenageado do desfile do Galo da Madrugada de 2016. O anúncio da escolha foi feito ontem pelo presidente da agremiação, Rômulo Meneses. Com o tema Galo, frevo e manguebeat – homenagem a Chico Science, o Clube de Máscaras vai realizar seu 39º desfile no dia 16 de fevereiro do próximo ano. A homenagem ao cantor morto num acidente de carro em fevereiro de 1997, acontecerá no ano em que será comemorado seu cinquentenário. Se estive vivo, o artista faria 50 anos no dia 13 de março de 2016. Foto: Divulgação/Site Galo da Madrugada

 “A homenagem que o Galo da Madrugada fará é, sobretudo, um reconhecimento à genialidade, à capacidade inovadora e à ousadia que Chico Science e seus parceiros tiveram ao unir uma diversidade de culturas e ritmos. O movimento manguebeat, por exemplo, que promoveu a interação da cultura popular nordestina com o pop mundial, mesclando ritmos tipicamente nossos como o frevo, coco, embolada, maracatus e ciranda com outros como rap, rock, funk e soul”, declarou Rômulo Meneses, presidente do Galo. Foto: Anderson Maia

“A homenagem que o Galo da Madrugada fará é, sobretudo, um reconhecimento à genialidade, à capacidade inovadora e à ousadia que Chico Science e seus parceiros tiveram ao unir uma diversidade de culturas e ritmos. O movimento manguebeat, por exemplo, que promoveu a interação da cultura popular nordestina com o pop mundial, mesclando ritmos tipicamente nossos como o frevo, coco, embolada, maracatus e ciranda com outros como rap, rock, funk e soul”, declarou Rômulo Meneses, presidente do Galo. Foto: Anderson Maia

Fonte: galodamadrugada.org.br/

O evento da hora

Com tudo em cima, com muita emoção, com muitos convidados… com muito frio que não espantou a comunidade e convidados, assim foi a festa da Escola de Samba em Cima da Hora Paulistana, rumo 2016, no sábado, 04/07/2015.

O público presente, além do “lazer”, aproveitou para ficar por dentro do enredo 2016: ” Nas Asas da Coruja do Samba, Gabi e Vivi. Bailando como o voo das borboletas. História viva do carnaval paulistano.

Os soberanos: Mestre Gabi e Vivi, homenageados da noite. Foto: Tião Vieira

Os soberanos: Mestre Gabi e Vivi, homenageados da noite. Foto: Tião Vieira

Além de conhecer oficialmente o novo carnavalesco e a Rainha de Bateria

Carlos Alberto. Carnavalesco da Em Cima da Hora Paulistana. Foto: arquivo pessoal

Carlos Alberto. Carnavalesco da Em Cima da Hora Paulistana. Foto: arquivo pessoal

Lila Oliveira “Lika”.  Rainha de Bateria da Em Cima da Hora Paulistana. Foto: arquivo pessoal

Lila Oliveira “Lika”. Rainha de Bateria da Em Cima da Hora Paulistana. Foto: arquivo pessoal

Presente ao evento toda comunidade da Hora, homenageados, Gabi e Vivi,  o Presidente  da UESP, Kaxitu e seus diretores Tody e Nenê, escolas de sambas, coirmãs: Camisa Verde e Branco (madrinha de batismo da anfitriã), Boêmios da Vila (campeã 2015 do grupo 3 UESP), X9 Paulistana, Acadêmicos da São João, Uirapuru da Mooca, Leandro de Itaquera, Flor de Liz, Acadêmicos de São João, União das Vilas, Acadêmicos do Campo Limpo, Jardim Anchieta, Estrela do Terceiro Milênio, Pavilhão “Os Soberanos” da Camisa Verde e Branco…e muita gente do samba, políticos, jornalistas!!

Enfim: uma festa eclética, com muita gente de diversos setores, “da hora”, e que não esfriou nem com a madrugada gelada (o calor humano foi maior)

Parabéns “filhos”, parentes, foliões, amigos da coruja!!!!!

Este slideshow necessita de JavaScript.

Fotos da galeria: Cdli Carnaval.

Carnaval de Vitória já tem ordem de desfile

Carnaval além da Fronteira – Colaboradora: Janaína Gonçalves

Diferente de algumas localidades (e talvez iguais a outras), o carnaval de Vitória-ES acontece uma semana antes dos festejos tradicionais de carnaval e no sábado, 20/06/2015, no Clube Álvares Cabral, “rolou” a festa do sorteio dos desfiles dos grupos A e B do Carnaval 2016.

A Liga das Escolas de Samba do Espírito Santo (Lieses) junto com a Liga Independente das Escolas de Samba do Grupo Especial (Liesge) comandaram a “festa” e no sorteio a atual campeã do grupo A, Mocidade Unida da Glória, será a 4ª a desfilar no sábado (30/01/2016), e na hora do sorteio isso foi motivo para comemorações, os “muguianos” estão felicíssimos com a posição. Já a Boa Vista, será a última a desfilar, porém, isso não chocou a agremiação.

Veja como ficou a ordem dos desfiles

ORDEM DESFILE VITORIA 2016

Dentre as atrações a animação da festa ficou por conta das baterias da Unidos de Barreiros e Unidos da Piedade, dentre outras atrações.

UNIDOSDAPIEDADE

UNIDOSDEBARREIROS

O pontapé inicial foi dado, agora é esperar o espetáculo na avenida e desejar sucessos para todos os envolvidos no projeto de carnaval.

Carnaval Rouanet

...ei você aí, me dá um dinheiro aí / me dá um dinheiro aí..

…ei você aí, me dá um dinheiro aí / me dá um dinheiro aí..

Recentemente publicamos aqui o indo e vindo das datas referentes ao Carnaval de Campos, o Campos Folia, que no final das contas acabou sendo cancelado por questões financeiras e nessa mesma matéria questiono essa questão das entidades ficarem à mercê, única e exclusivamente, de verbas públicas, aquelas liberadas pelos órgãos municipais que “paitrocinam” esses eventos.

Esta dificuldade financeira, no entanto, não é mérito só da referida cidade. Muitas localidades e escolas estão passando por isso, mas o certo é que há uma luz no fim do túnel  (na minha opinião).

Talvez esta luz se chame Lei de Incentivo, como a Lei Rouanet (a mais famosa delas), que apesar de toda sua “burocracia” é o caminho que tem sido encontrado por algumas instituições que buscam soluções para isso (impasse financeiro).

Recentemente, 10/06/2015, por exemplo, a proposta de carnaval de Uberaba 2016, através do prefeito da Cidade, Paulo Piau e pela presidente da Fundação Cultural, Sumayra Oliveira, foi apresentada a empresários no intuito de beber dessas fonte. (vide matéria completa em: http://g1.globo.com/minas-gerais/triangulo-mineiro/noticia/2015/06/projeto-do-carnaval-de-2016-e-apresentado-em-uberaba.html)

É lógico que tem um monte de gente que anda criticando o fato das escolas de samba/carnaval, trilharem esse caminho, mas, não fazemos parte da cultura? Se a lei existe, seja ela qual for não é para ser usada?

Dentre as agremiações que obtiveram sucesso nesse sentido, 2015, podemos citar:

Mangueira: 6.149.400,00/ Águia de Ouro: 2.020.400,00/ Viradouro: 2.616.000,00/ Nenê de Vila Matilde: 2.280.000,00/ Acadêmicos do Grande Rio: 4.463.100,00/ Império Serrano: 1.142.000,00/ Lins Imperial: 450.880,00/ São Clemente: 767.200,00/ Unidos dos Morros (Santos): 699.250,00/ Gaviões da Fiel: 2.315.000,00/ Imperatriz Leopoldinense: 2.805.000,00/ Mocidade Independente: 5.309.820,00

O fato é que saídas existem, resta saber se as agremiações, que tanto reclamam, estão aptas para apresentarem essas propostas e acima de tudo gerir aquilo que foi proposto (minha culpa, minha culpa, minha máxima culpa).

Coruja do Samba Paulistana homenageia casal maravilha

A Escola de Samba Em Cima da Hora Paulistana anunciou, recentemente, seu enredo para o Carnaval 2016. Enredo esse muito bem recebido pela comunidade do samba e foliões, de uma forma geral, pois se trata de um dos casais mais importantes, da história atual do carnaval de São Paulo e detentores do título de: Melhor casal de Mestre-Sala e Porta Bandeira do século (21).

Título esse concedido através de uma eleição promovida pela Folha de São Paulo, 2011, com o aval de críticos, sambistas renomados, presidentes de escolas de samba e jornalistas.

“Nas asas da Coruja do Samba, Gabi e Vivi… Bailando como o voo das borboletas… História viva do Carnaval paulistano”.

Esse é o enredo que a Coruja leva à avenida e aproveitando o dia do Mestre-Sala e Porta-Bandeira (Lei n. 15.404/2011), fomos bater um papo com o presidente Jair e com o Casal Maravilha sobre o assunto.

A ideia de homenagear o Gabi e a Vivi surgiu de uma necessidade, como sambista, de resgatar, não só valores, mas nomes, histórias reais e atuais de pessoas que “ralaram”, assim como a gente rala, pra manter viva a cultura do carnaval e fomos muitos felizes na escolha. Nós estamos eufóricos, a acolhida, de um modo geral, pela comunidade do samba, está sendo bem positiva. Esperamos fazer um desfile carregado de emoção e retratarmos, dentro de nossas possibilidades, esta história tão bonita (comenta o presidente da Coruja Jair Santos).

A ideia de homenagear o Gabi e a Vivi surgiu de uma necessidade, como sambista, de resgatar, não só valores, mas nomes, histórias reais e atuais de pessoas que “ralaram”, assim como a gente rala, pra manter viva a cultura do carnaval e fomos muitos felizes na escolha. Nós estamos eufóricos, a acolhida, de um modo geral, pela comunidade do samba, está sendo bem positiva. Esperamos fazer um desfile carregado de emoção e retratarmos, dentro de nossas possibilidades, esta história tão bonita (comenta o presidente da Coruja Jair Santos).

 

A homenagem do enredo é recebida com muita alegria e emoção, até porque estamos recebendo-a em vida, o que é privilégio de poucos.

A homenagem do enredo é recebida com muita alegria e emoção, até porque estamos recebendo-a em vida, o que é privilégio de poucos.

 

Assim começou nossa conversa informal… e continuou…

Melhor casal de mestre-sala e porta-bandeira do século e agora enredo de escola de samba. Qual emocionou mais?

       Duas emoções diferentes, cada uma com seu valor e significado. Melhor casal do século é algo único, pois não vamos conhecer o próximo, e com relação a ser enredo, temos de confessar, está homenagem, de inicio, deu um calafrio em ambos, pela responsabilidade de representar uma comunidade toda.

Na opinião de vocês, está faltando alguma coisa no Carnaval do século 21?

      Não diríamos “está faltando”, mas, com certeza tem coisa que nos causa estranheza, como a falta de respeito com as tradições do carnaval, exemplo: com a velha Guarda, Pavilhão, Baianas… sem contar a falta de espontaneidade dos componentes nos desfiles das escolas de samba ( hoje é tudo coreografado ).

Graças a Deus encontramos “terra firme” que recebe nossa “sementinha de pensamento”, pois, compactuamos com eles a esse respeito, realmente a grande ópera tem se transformado num festival de “piruetas” ultimamente, parece que a coisa tá muito engessada e extremamente igual (mas, conjecturas à parte, voltemos ao final de nossa conversa).

Existe algum casal que serviu de inspiração pra vocês?

      Na época que começamos várias Porta-Bandeiras já brilhavam, uma melhor que a outra, com estilos completamente diferentes, Sonia Mocidade, Eneidir Vai Vai, Rosangela Rosa de Ouro e muitas outras, mas, a minha inspiração maior foi Alice da Império Serrano, que na época desfilava na Barroca. Já para o Mestre Gabi a inspiração foi o Hudson da Mocidade Alegre.

Depois dessas palavras só nos resta agradecer imensamente a atenção de todos, refletir as “estranhezas” e desejar um ótimo carnaval, mais livre e leve, para todos!

Mocidade Unida da Mooca inova e usa a “rede mobile” para escolha de samba-enredo

Como já dizia o velho guerreiro, “quem não se comunica se estrumbica”, e pelo visto a Escola de Samba Unidos da Mooca tá longe de querer se “estrumbicar”.

De olho nas facilidades tecnológicas, que o século 21 oferece, a escola lançou uma campanha onde o público pôde participar diretamente da escolha dos sambas-enredo e o resultado final da pré-seleção, leva pra final, não 2, mas 3 sambas, pois houve empate na escolha.

A final acontece no dia 13/6/2015, a partir das 13h, com uma tradicional feijoada, na quadra da escola: Rua Bresser, 2271 – Mooca – São Paulo – SP (11- 2692 6775).

O desafio de inovar é o que me motiva. A adrenalina de “criar” e ter a aceitação do público é única. Foram mais de 100 solicitações de áudios e isso prova que devemos usar e “abusar” das ferramentas de comunicação que nos é oferecida neste século. Tínhamos confiança no sucesso da ação e isso foi comprovado.(comentou Rafael Falanga, presidente da escola, sobre o sucesso da ação)

O desafio de inovar é o que me motiva. A adrenalina de “criar” e ter a aceitação do público é única. Foram mais de 100 solicitações de áudios e isso prova que devemos usar e “abusar” das ferramentas de comunicação que nos é oferecida neste século. Tínhamos confiança no sucesso da ação e isso foi comprovado.(comentou Rafael Falanga, presidente da escola, sobre o sucesso da ação)

A ideia boa, barata, “inovadora”, rápida, democrática deu frutos e pode render seguidores, afinal de contas “nada se cria tudo se copia”…..alô, alô carnaval!!!

 

Leia a Sinopse na íntegra.

Carnaval 2016: Mocidade Unida da Mooca/ Enredo: Carmen Miranda – Made in Brazil/ Presidente: Rafael Falanga/ Comissão de Carnaval: Geuves Correia, Fabio Gianpietro, Cesar Hokamura e Jefferson Gomes.

A Mocidade Unida da Mooca orgulhosamente apresenta: “The lady in the tutti frutti hat”, a prova de que é nos menores frascos que se encontram os melhores perfumes.

Igualmente a Pequena Carmen, dona de um talento notável, se tornou mundialmente conhecida pelas vestes extravagantes e sua voz marcante, tudo isso regado ao seu “inglês macarrônico”, representa a alma de todo brasileiro, feliz e alegre, carinhosamente nos deixou registrado seu legado:

“Na historia, nasci portuguesa/ Notável! Não tinha outra igual/ Fui trazida pela correnteza/ E no Brasil, fiz meu sonho real/ Aqui virei realeza/ Alô, alô Carnaval/ “Ô, esse Brasil lindo e trigueiro”/ De fauna e flora sem igual/ De tudo que há no tabuleiro,/ “My business” é o bananal/ Boemia ao som do pandeiro,/ Na lapa, o cenário ideal/ “La femme chic” trabalhei/Do ouvidor era “a principal”/ Chapéus, mil, adornei/ Cantando era habitual/ A toda clientela encantei:/ Carmen canta? Sensacional!/ Levei minha vida a cantar/ “Canto e só sou feliz assim”/ Nas ondas do rádio a ecoar:/ “Eu fiz tudo pra você gostar de mim”/ O país inteiro a cantar,/ O mundo se abriu para mim/ Com o Bando da lua deixei/ Minha terrinha querida/ Na argentina, um tango cantei/ Na Urca, minha despedida/ “South american way”/ A razão de minha partida/ “O que é que a baiana tem?”/ Em “banana da terra” encenada/ “Como ela requebra bem”/ A plateia ficou encantada/ “Tem graça como ninguém”/ “Brasilian Bombshell” batizada/ Hollywood! Ah, quem não ama?/ Em serenata tropical, estreei/ “Aconteceu em havana”/ E na casa branca cantei/ Na calçada da fama,/ Meu “Sonho de estrelas” eternizei/ Disseram que voltei americanizada/ E corre por ai certo zum zum,/ Que já não tenho, molho, ritmo nem nada,/ E dos balangandans, não existe nenhum/ Que é hora de dizer “Adeus batucada”/ E que tudo que fiz, não tem valor algum/ Mas eu sou brasileira/ Meu “it” revela/ Que a minha bandeira/ É verde amarela”/ Da gema, carioca guerreira,/ Do “tico-tico no fubá”, aquela/ Célere, carreira marcante,/ Minha saúde agora me cobra/ Nesse meu ultimo instante,/ Nenhuma mágoa me sobra/ Minha voz…Já ouço distante/ Minha vida se faz minha obra/ Aplaudindo, daqui estou,/ Do céu, minha nova morada/ Esse hino, que o sambista criou/ Minha historia por vocês cantada,/ Um “Chica boom chic” ecoou:/ Samba Mocidade! Já é de madrugada”.

E é assim que exaltamos esse ícone de todos nós, Carmen Miranda, inovadora, a frente do seu tempo. Sua obra será sempre lembrada, por várias gerações. Do fundo dos nossos corações, muito obrigado.