Boêmios da Vila lança enredo 2018

No carnaval de 2017 a Escola de Samba Boêmios da Vila bateu na trave durante grande parte da apuração, entretanto, acabou em quinto lugar, sua melhor colocação em seu atual grupo.

Localizada na zona sul de São Paulo, a escola começa sua preparação rumo 2018, lançando seu enredo: Da natureza ao carnaval. Tudo se recria, nada se perde, tudo se transforma até em fantasia

É o sexto trabalho assinado pelo Carnavalesco J. Ivo Brasil, que declara: “Nosso enredo vem falando, basicamente, de transformação. Nele a gente dá uma pincelada na ciência, mais especificamente na química, grande responsável pela transformação de matérias diversas em muitos produtos que usamos no desenvolvimento de nosso carnaval. Falamos de transformação social, transformação cultural… folclore brasileiro, que, aliás, se apropria muito bem do termo transformação…. E falamos também do carnaval, um dos grandes responsáveis por muitas mudanças sociais do século passado. Quando o asfalto subiu o morro e finalmente o morro pôde descer para o asfalto e juntos caírem nos braços de momo”

Aproveitando a divulgação de seu enredo a escola também apresenta à Família Boêmios da Vila e todos os súditos de Momo sua logomarca.

Boêmios da Vila 2018

Boêmios da Vila 2018. Desenvolvimento: Mario Caselli. Direção de Arte: J. Ivo Brasil.

 

Anúncios

BOÊMIOS DA VILA DEFINE ENREDO 2017.

A safra de enredos rumo carnaval 2017 começa a ser apresentada ao público, e dentre as escolas que acabou de lançar o seu enredo está a Boêmios da Vila (escola da zona sul da cidade de São Paulo que desfila no Grupo II da UESP, no Butantã).

Enredo 2017 da Escola de Samba Boêmios da Vila. Arte de divulgação de enredo: CDLI Carnaval.

Enredo 2017 da Escola de Samba Boêmios da Vila. Arte de divulgação de enredo: CDLI Carnaval.

A escola aposta no quinto enredo autoral do Carnavalesco J Ivo Brasil que resolveu beber na fonte inesgotável do ‘universo suassiano’, assim como muitos outros já o fizeram (e vão continuar fazendo, pois, dessa fonte muita inspiração pode aflorar).

E lá vamos nós para um novo desafio (conjectura o carnavalesco J Ivo Brasil, campeão em 2015, Grupo III – UESP, e 8º lugar no Grupo II – UESP em 2016 com a Boêmios da Vila).  Foto: CDLI Carnaval

E lá vamos nós para um novo desafio (confidencia o carnavalesco J Ivo Brasil, campeão em 2015, Grupo III – UESP, e 8º lugar no Grupo II – UESP em 2016 com a Boêmios da Vila). Foto: CDLI Carnaval

‘Lançamos nosso enredo, oficialmente, para 2017 (meu quinto enredo autoral na escola). Dessa vez o desafio é dobrado, pois vamos falar de um mestre que já foi, e sempre será, exaltado por muitos. Vamos levar para a avenida, não só, um pouco da história do grande escritor, Ariano Suassuna (falecido em 23/7/2014), mas também um pouco da visão antropológica sobre esse mestre, bacharel em direito, dramaturgo, imortal, cabreiro, cavaleiro armorial, professor, com suas aulas-espetáculo que atraia multidões. Defensor da cultura nacional e um admirador da cultura popular, arraigada em suas obras, inspiradas, sobretudo, na literatura de cordel, entretanto, engana-se, aquele que pensa que apenas o rico folclore nordestino fez parte da vida deste rei, deste palhaço e deste profeta’ (complementa o carnavalesco).

Por enquanto a Sinopse para os compositores não está disponível, mas uma ‘arribaçã’ nos gorjeou que já tem compositor ligando e querendo saber detalhes para participar da disputa dos sambas-enredo, coisa que talvez aconteça a partir de maio (vamos ficar de olho!).